Menu Opener

Nossas mudanças para apoiar e proteger a comunidade do Instagram

Posted on February 07, 2019

Para nós, nada é mais importante do que a segurança das pessoas no Instagram. Ao longo do mês passado, vimos que não estávamos onde gostaríamos em relação a imagens de automutilação e suicídio, e que precisávamos fazer mais para manter os jovens que usam a nossa plataforma seguros.

É por isso que hoje, após uma análise abrangente com especialistas e acadêmicos do mundo todo sobre juventude, saúde mental e prevenção do suicídio, anunciamos mais mudanças em nossa abordagem sobre o conteúdo que envolve automutilação.

O que muda

Nós não permitiremos imagens explícitas de automutilação (como cortes no corpo) no Instagram, mesmo que no passado tenhamos permitido esse tipo de conteúdo dentro de um contexto de confissão. Nunca permitimos, no entanto, publicações que promovessem ou incentivassem suicídio ou automutilação e continuaremos a remover quaisquer conteúdos desse tipo sempre que denunciados.

Os conteúdos que não são explícitos, porém relacionados a automutilação, como cicatrizes curadas, não serão exibidos em pesquisas, hashtags e na guia “Explorar”, assim como não iremos recomendá-los. Não estamos removendo esse tipo de conteúdo completamente do Instagram, já que não queremos estigmatizar ou isolar pessoas que possam estar em perigo e publicam esse tipo de conteúdo como um pedido de ajuda.

Queremos apoiar as pessoas em períodos difíceis e, por isso, também estamos focados em obter ainda mais recursos para as pessoas que publicam ou pesquisam sobre conteúdo relacionado à automutilação, a fim de direcioná-las para organizações que possam ajudar. Continuaremos a consultar especialistas para descobrir o que mais é possível ser feito. Como, por exemplo, adicionar uma tela de conteúdo sensível sobre imagens revisadas que contenham automutilação, para que não sejam imediatamente visíveis.

Encontrando o equilíbrio certo

Automutilação e suicídio são questões complexas e contamos com a participação de especialistas para ajudar a moldar nossa abordagem. Até agora, concentramos a maior parte dos nossos esforços para tentar ajudar as pessoas que compartilham suas experiências sobre automutilação. Nós permitíamos conteúdo que mostrava o processo de aceitação envolvido nessa experiência tendo em vista que os especialistas nos disseram que poderia ajudar pessoas a obterem o apoio necessário. Mas precisamos fazer mais para considerar o efeito que essas imagens podem causar em outras pessoas. Esse é um equilíbrio difícil, mas importante de ser alcançado.

Durante nossas análises, os especialistas, incluindo o Centro de Saúde Mental e a Save.org, reafirmaram que é essencial criar espaços seguros para que os jovens possam falar sobre suas experiências (inclusive de automutilação) no ambiente online. Eles nos aconselharam que o compartilhamento desse tipo de conteúdo geralmente ajuda as pessoas a se conectarem com suporte e recursos que podem salvar vidas.

No entanto, coletivamente, nos foi aconselhado que imagens gráficas de automutilação, mesmo ao tratar de alguém compartilhando momentos de dificuldades, tem o potencial de, sem querer, promover essa prática. É por isso que não permitimos mais imagens explícitas de automutilação.

Tratar desse assunto leva tempo e temos a responsabilidade de acertar

Nosso objetivo é que não haja conteúdo explícito relacionado a suicídio ou automutilação no Instagram, além de reduzir significativamente, com objetivo de remover, todas as demais imagens de automutilação e suicídio de hashtags, pesquisas, na guia “Explorar” ou como conteúdo recomendado, enquanto ainda garantimos suporte àqueles que usam o Instagram para se conectarem com comunidades de apoio.

Precisamos criar uma comunidade segura para todos, mas isso não é simples como apertar um botão. Não poderemos remover essas imagens imediatamente e devemos nos certificar de que as pessoas que publicaram esse tipo de conteúdo relacionado não percam sua capacidade de se expressar e obter ajuda em um momento tão difícil.

Vamos melhorar e estamos empenhados em encontrar e remover esse tipo de conteúdo em grande escala.

Sabemos que há mais que podemos fazer para apoiar as pessoas mais vulneráveis que usam o Instagram. É por isso que continuaremos a trabalhar com especialistas e com outros agentes para encontrar formas de apoiar as pessoas quando elas mais precisam. Você pode encontrar mais informações sobre a nossa consulta com especialistas aqui: http://newsroom.fb.com/news/2019/02/protecting-people-from-self-harm

Adam Mosseri, Líder do Instagram

Share

To help personalize content, tailor and measure ads, and provide a safer experience, we use cookies. By clicking or navigating the site, you agree to allow our collection of information on and off Facebook through cookies. Learn more, including about available controls: Cookies Policy